Blog

Custo é igual unha, tem que cortar toda semana

Custo é igual unha, tem que cortar toda semana

13/08/2018

Há um ditado popular que diz que “quem não agradece o pouco, não merece o muito”. Faz sentido. No entanto, para quem é empresário, seja de uma grande, média ou pequena empresa, a relação entre muito e pouco vai mais além.

O muito pode depender do pouco, mas não por uma questão de gratidão, na verdade, trata-se de uma lógica de sustentabilidade.

Se realmente existe mágica, sobretudo na gestão de um negócio, é a de sempre procurar gastar o mínimo possível para realizar e construir o máximo.

  • Conseguir tal objetivo nada tem a ver com sacrifícios, mas com criatividade e estratégia.

Confira abaixo, três passos para você reduzir os custos aí em sua empresa.

 

 

Primeiro passo: Dominar as finanças do negócio

A Gestão Financeira da sua empresa é determinante para todo o resto. Não existe empresa indo bem se suas finanças vão mal. Essa é uma conta que não fecha.

Cuidar do financeiro é algo tão sério e importante que, se por acaso, algo der errado e um prejuízo aparecer por conta de algum erro comercial ou de marketing, por exemplo, uma gestão financeira prudente fará com que tal erro não provoque nada além de uma oportunidade de aprendizado.

  • Aprenda a acompanhar a evolução das receitas da sua empresa.

Se você sente que não conseguirá fazer isso sozinho, e é provável mesmo que não consiga, faça o seguinte: monte uma equipe de especialistas e providencie um serviço de contabilidade competente.

 

Lembre-se:

Não é pelo fato de você ser um líder-nato, que esse seu talento lhe garante habilidade para ser bom com os números. No entanto, sua empresa depende de alguém esperto e inteligente cuidando das finanças. Se não for você, seja humilde e responsável para delegar essa função.

 

4 critérios básicos para uma excelente gestão financeira:

Critério 1: tenha atenção em dobro para as despesas variáveis da sua empresa. Aqui, estamos falando de impostos, insumos etc. Não é porque são variáveis que devem extrapolar os limites da sua estratégia. Ou você não tem uma estratégia? Bom, se não tem, então agora é a hora de procurar uma consultoria financeira para que possa elaborar uma o quanto antes. Empresa que sobrevive só o faz porque sempre pensa preventivamente.

Critério 2: pode parecer que as despesas fixas sejam mais fáceis de lidar. Aqui, estamos falando dos salários dos funcionários, do aluguel e etc. Não necessariamente. Não subestime qualquer coisa que, num primeiro momento, lhe pareça simples demais de lidar. Por mais que o salário de um colaborador seja fixo ao longo de todo um ano, é sempre preciso verificar se o investimento vale o retorno de talento e dedicação de tal indivíduo na função para qual está contratado. Ou seja, dentro dessa despesa que recebe o nome de fixa, há pequenas complexidades que merecem atenção.

Critério 3: Quais serão os próximos investimentos de curto, médio e longo prazo da sua empresa? O investimento só faz sentido quando se calcula as possibilidades de retorno que serão colhidos a partir dele. Quem investe pensando na hipótese de acertar, já faz errado. Investimento com inteligência é aquele feito por sob um mecanismo estratégico em que indicadores levem em conta todas as variáveis em prol de mostrar um mínimo possível de retorno, e que esse piso seja maior do que o capital investido.

Critério 4: Se sua empresa pretende realizar um financiamento, é importante amadurecer a melhor maneira desse procedimento ser usado na prática. Qual o tamanho da sua empresa? Qual a musculatura ela apresenta e o quão está consolidada no mercado? Tais critérios podem definir que tipo de manobra financeira será realizada e se realmente é necessário ser efetuada em determinado momento.

 

 

Segundo passo: Otimizar os processos

Tempo é dinheiro. E otimizar processos é uma boa maneira de se aproveitar bem o tempo para ganhar dinheiro. Afinal, além de te proporcionar realização profissional e pessoal e de entregar satisfação para seus clientes, é para isso que sua empresa serve.

Podemos pensar num funil e organizar dentro dele algumas diretrizes para que os processos da sua empresa possam fluir perfeitamente. Ou o mais próximo disso possível.

 

O perfil do profissional:

Para que todos os setores possam realmente evitar o desperdício de tempo e recursos por conta de erros, retrabalho ou ineficiências, então você precisa se atentar para o pessoal.

Não basta um funcionário responsável, ele precisa ser bom. E não basta ser apenas bom, é preciso estar no lugar certo. E, além de ser bom e estar no lugar certo, precisa ser perspicaz e criativo, para apresentar novas ideias e ter ambição pelo próprio crescimento.

 

A necessidade do cliente:

Você não pode se esquecer que seu cliente conta com as opções oferecidas pela concorrência. Faça pesquisas de mercado em prol de conhecer seu cliente. E, com esse resultado, elabore bem tanto seu produto quanto a comunicação que será responsável por anuncia-lo. Além de vender um mero objeto ou serviço, sua empresa precisa oferecer a solução para que seu cliente possa levar uma vida melhor e mais confortável, ainda que a solução que você ofereça só contribua para isso pontualmente.

 

As etapas de produção:

Se algo não vai bem, como saber qual área está prejudicando a empresa? Ou então, como pensar em estratégias de otimização para cada setor, considerando suas especificidades?

Desenhe um mapa de toda a produção da sua empresa, e, com isso, crie condições para elaborar indicadores. Jamais deixe de medir, monitorar e melhorar seus resultados.

 

 

Terceiro passo: Capacitar as pessoas

O texto ainda nem acabou e você deve estar pensando que 24 horas por dia trabalhando não será suficiente para colocar todos esses procedimentos listados até aqui em prática.

Precisamos lhe dizer a verdade: se você tivesse que fazer tudo isso sozinho, não seria mesmo suficiente. Mas é para isso que você tem a sua equipe para te ajudar e por isso mesmo que os recursos humanos da sua empresa precisam de muita atenção.

  • Capacite seus colaboradores, para que eles se sintam capazes e motivados a realizar todas as suas funções da melhor maneira possível;
  • Coloque pessoas certas nos lugares certos. Acertar no perfil é essencial para que sua empresa possa descobrir as melhores soluções em momentos críticos, sem levar grandes prejuízos;
  • Invista em cursos e treinamentos e construa um time que possua inúmeras habilidades, reduzindo a necessidade de contratar desnecessariamente muitos profissionais. Conscientize-os de que ser multitarefa será bom para suas carreiras e lhes proporcionará crescimento, inteligência e ganhos de salário.

 

 

Quando você pretende colocar todos esses ensinamentos em prática? O mercado se move o tempo todo, seus concorrentes estão nesse momento construindo caminhos para o sucesso.

Sua empresa pode sair na frente, se preparando internamente, se ajustando da melhor maneira possível para que esteja pronta para propor as inovações necessárias que o mercado pede, e então, crescer exponencialmente.

Conte com nossa ajuda. É para isso que nós da Marco Contabilidade Consultiva estamos aqui!

Posts Relacionados

Cuidado com as multas do eSocial!

Cuidado com as multas do eSocial!

data 25/06/2018

Se você leu o nosso artigo sobre o eSocial, então é provável que sua empresa já esteja se preparando para o eSocial e todos os impactos positivos e negativos que ele poderá trazer para o dia a dia dos negócios.

Continuar Lendo >>
Sua empresa já está preparada para a nova versão da Nota Fiscal Eletrônica?

Sua empresa já está preparada para a nova versão da Nota Fiscal Eletrônica?

data 11/06/2018

Você já ouviu falar no modelo atualizado da Nota Fiscal Eletrônica, a NF-e 4.0?

Continuar Lendo >>
Descubra se sua empresa pode reduzir até 60% dos impostos

Descubra se sua empresa pode reduzir até 60% dos impostos

data 26/12/2017

Quanto em impostos você pagou em 2017?

Continuar Lendo >>

Agende uma apresentação agora mesmo!

Clique aqui