Blog

Entenda a importância da gestão estratégica para empresas contábeis

Entenda a importância da gestão estratégica para empresas contábeis

16/01/2019

Quais os objetivos da sua empresa contábil para os próximos três meses? E para o próximo ano? Você está preparado para os desafios e oportunidades que virão no curto e longo prazo? Há um plano de ação sendo colocado em prática?

Essas são apenas algumas das perguntas que podem definir a importância de uma gestão estratégica para o seu negócio contábil. O amadurecimento dos modelos de gestão para as empresas do setor é uma tendência recente, e tem relação com a adaptação do aspecto puramente técnico do serviço oferecido para um perfil consultor, capaz de aplicar uma visão mais ampla sobre o negócio do cliente. Para que sejam capazes de executar um serviço de excelência, que ajude nos aspectos estratégicos dos clientes, o domínio da gestão interna da própria empresa será essencial. Em outras palavras, é preciso, primeiramente, ter a casa arrumada.

A gestão estratégica trará resultados que impactam o dia a dia da empresa e, ainda, toda a amplitude do negócio, facilitando a tomada de decisões e o controle das atividades como um todo. Para tanto, há um trabalho importante do gestor em liderar as ações relacionadas ao sucesso das estratégias estabelecidas.

Entenda neste post do que se trata a gestão estratégica e como ela afetará positivamente seu negócio contábil!

Foco na estratégia

São inúmeras as técnicas de gestão estratégica, em diferentes níveis de complexidade, mas há maneiras simples de iniciá-la. De início, vale compreender que se trata, simplesmente, de definir uma estratégia. O que isso quer dizer? Identificar onde você está (ponto A) e definir aonde você quer chegar (ponto B). Ao cumprir essa etapa, o gestor identificará a necessidade de elaborar uma estratégia para cumprir o objetivo de chegar de A até B. Simples assim! Estratégia é o caminho!

O planejamento estratégico pode dizer respeito a longos períodos, como um planejamento anual, ou ser pensado para curtos prazos. Muitas empresas apresentam resultados eficazes ao definir planejamentos trimestrais, que podem ser pivotados a partir do planejamento anual. Essa é uma maneira mais controlável de acompanhar o cumprimento de objetivos específicos, com menores efeitos para o cenário geral, já que são definidas metas para períodos e quaisquer dificuldades ao longo do trajeto podem ser corrigidas para que não afetem as metas seguintes.

Leia nosso artigo “Como melhorar a gestão da sua empresa contábil” para conhecer estratégias simples que surtirão resultados rápidos para seu negócio.

O papel do gestor

Para colocar em prática o modelo de gestão definido, é preciso contar com o trabalho de toda a equipe, que contribuirá individualmente com a aplicação de seus conhecimentos para o alcance de cada objetivo. O trabalho do gestor é, nesse sentido, fundamental. Além de definir o planejamento junto aos colaboradores, é a partir dele que serão dados todos os comandos para e execução de tarefas, bem como o monitoramento de todas as etapas.

Para tanto, a gestão estratégica exigirá diferentes habilidades e atividades por parte do líder. Isso porque o gestor precisa fazer um acompanhamento do desempenho individual dos colaboradores e setores, que demanda uma real presença no dia a dia da empresa, para garantir o andamento das tarefas, porém sem perder em nenhum momento o foco na visão gestual do negócio como um todo, ou seja, a visão superior, mais ampla.

Para exemplificar, pode ser interessante pensar em uma situação possível do cotidiano da empresa contábil: o gestor recebe um feedback do setor operacional sobre a necessidade de dispensar um determinado cliente, por conta de problemas específicos que tem enfrentado, justificado por meio de experiências recentes ocorridas. Para o setor, portanto, a solução seria não seguir com aquele cliente na cartela da empresa. O gestor se dirige ao setor financeiro para analisar a mesma questão e ele, por meio de números e relatórios, apresenta uma visão diferente: aquele cliente é essencial para a receita do negócio no momento, e sua saída pode prejudicar a empresa. Quem poderá definir o passo ideal a ser tomado? É uma responsabilidade do gestor tomar uma decisão estratégica, que pese todas as questões envolvidas e seja prudente tanto no curto quanto no longo prazo.  

Mas não é só de “jogo de cintura” que deve estar equipado o gestor. Um bom gestor precisa ainda se preocupar com atualização constante de conhecimentos sobre o mercado e seu negócio, o que inclui estudos, participação em eventos, networking e benchmarking, dentre outras práticas. Ter a visão de fora é essencial para conseguir analisar o cenário do seu negócio e ainda o que pode ser melhorado de acordo com técnicas mais modernas e atualizações do mercado.

Efeitos de uma gestão estratégica

O desenvolvimento das ações estratégicas definidas pelo modelo de gestão trará um diferencial competitivo para o negócio contábil que não só organiza o ambiente internamente, garantindo produtividade constante, como também aumenta a atratividade do negócio perante a concorrência, como reflexo dos bons resultados obtidos. Para as empresas contábeis, uma gestão estratégica bem sucedida engloba necessariamente a valorização de alguns diferenciais como atendimento e marketing, atendendo às demandas atuais do mercado e do público de interesse.

Investir na inovação em processos, atendimentos e serviços oferecidos é seguir a evolução do mercado, que tem se tornado cada vez mais exigente por serviços completos. Ao desenvolver a gestão estratégica de seu negócio, você capacitará sua empresa a oferecer serviços mais ágeis e de melhor qualidade, apresentando um diferencial em relação a concorrentes que se limitam a uma estratégia de preço. Ainda estará mais preparado para lidar com o cenário externo de ameaças e oportunidades, na medida em que se planejou para isso.

Volte seus esforços para a gestão estratégica do seu negócio contábil e você perceberá em pouco tempo os resultados. Depois, compartilhe conosco sua experiência!

Siga-nos nas redes sociais.

Posts Relacionados

Por que o contador deve se envolver com a gestão financeira?

Por que o contador deve se envolver com a gestão financeira?

data 24/05/2019

Ainda que muitos profissionais da área de contabilidade ignorem a realidade, o cenário atual tem apontado de maneira muita clara a necessidade de que o profissional contábil participe ativamente da gestão financeira do negócio de seus clientes. Entenda o por quê!

Continuar Lendo >>
Vendas transacionais X Vendas consultivas: Qual o melhor modelo para negócios contábeis?

Vendas transacionais X Vendas consultivas: Qual o melhor modelo para negócios contábeis?

data 13/05/2019

Os novos caminhos da contabilidade apontam a necessidade de analisar um conceito básico das vendas – a existência de dois métodos para vender: a venda transacional e a venda consultiva. Neste artigo, você entenderá como a diferença entre esses dois formatos pode indicar o melhor caminho para o seu negócio contábil, para que ele vá ao encontro das necessidades atuais do mercado.

Continuar Lendo >>
Você está preparado para ser o contador do futuro

Você está preparado para ser o contador do futuro? Entenda a revolução do mercado contábil

data 25/04/2019

Profissional contábil, o dia 25 de abril é dia de receber os parabéns pelo exercício da profissão! Mas para celebrar o Dia da Contabilidade, a Marco Contabilidade Consultiva celebra a data trazendo um questionamento capaz de te levar ainda mais longe no seu mercado de atuação.

Continuar Lendo >>

Agende uma apresentação agora mesmo!

Clique aqui